CPI quer saber se governo e CBF fizeram ‘acordo’ para liberar argentinos

 

Mesa diretora da CPI prepara ofício para enviar à CBF Foto: Edilson Rodrigues/Agência Senado

O vice-presidente da Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) da Covid no Senado, Randolfe Rodrigues (Rede-AP), afirmou neste domingo (5) que vai enviar um requerimento à Confederação Brasileira de Futebol (CBF) para saber com quem a entidade fez “acordo” para burlar as regras sanitárias da Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa). A CPI quer saber se o governo federal e a CBF negociaram a liberação dos jogadores argentinos no Brasil.

O jogo entre Brasil e Argentina, pela sexta rodada das Eliminatórias, foi suspenso após quatro atletas argentinos – Emiliano Martinez, Emiliano Buendia, Giovani Lo Celso e Cristian Romero – descumprirem regras sanitárias determinadas pela Anvisa e entrarem em campo. Aos cinco minutos do primeiro tempo, agentes da Anvisa entraram em campo e pararam o jogo em razão da presença dos jogadores (três deles titulares, Buendia ficou como reserva).

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Engenheira pernambucana vai comandar fábrica da Jeep em Goiana (PE)

Vereador Sargento Torres faz requerimento para que seja suspenso por 120 dias o desconto em folha dos empréstimos consignados dos Ativos e inativos da Prefeitura de Goiana