Portas Abertas diz que seus colaboradores estão sofrendo os “impactos da pandemia”

Portas Abertas diz que missionários sofrem os "impactos da pandemia"
Um dos trabalhos de maior importância para os missionários cristãos espalhados ao redor do mundo é o de organizações como a Portas Abertas, pois se trata de uma entidade que presta auxílio para quem deseja anunciar o Evangelho de Cristo, assim como para os que sofrem perseguição em nome da fé.
Isso vale mesmo durante os impactos de uma pandemia, como a do coronavírus, que também está afetando os trabalhos da Portas Abertas. A entidade precisou divulgar um comunicado público relatando como está lidando com a crise em nível mundial.
“Nesse momento de adversidade com a pandemia da COVID-19 (coronavírus), decidimos tomar medidas que entendemos serem as melhores para todos”, diz a organização.
“Como parte de nosso plano de contingência, nossos colaboradores já estão trabalhando em casa, nossos parceiros continuam sendo assistidos pelo Canal de Relacionamento pelos canais digitais e estamos em constante contato com nossos fornecedores, atentos a cada nova informação e medidas de segurança”, destaca.
Felizmente, a Portas Abertas atualmente pode fazer uso dos recursos digitais para continuar oferecendo suporte aos seus parceiros e colaboradores, mas os trabalhos que são realizados em campo sofreram impactos por causa da pandemia, já que os missionários atual em muitos locais que não tem acesso a tecnologia, como em comunidades isoladas.
“Nossos colaboradores já estão trabalhando em casa, nossos parceiros continuam sendo assistidos pelo Canal de Relacionamento pelos canais digitais”, diz a organização, mas reconhecendo que “alguns projetos de campo já sofrem os impactos da pandemia. Acima de tudo, cremos que Deus está no controle de todas as coisas”, acrescenta o texto.
A Portas Abertas explicou que suas ações no Brasil também estão sendo prejudicadas, mas que procura se adaptar ao contexto e fornecer subsídios para que a população continue tendo acesso aos seus trabalhos. Um deles é a oferta gratuita da revista lançada em abril próximo, que poderá ser adquirida através deste link.
A organização, contudo, faz uma ressalva: “Para evitar a propagação do vírus, os Correios estão com operação reduzida. Por essa razão, a Revista Portas Abertas de abril poderá chegar atrasada ou não chegar à casa de vários parceiros”.

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Engenheira pernambucana vai comandar fábrica da Jeep em Goiana (PE)

Vereador Sargento Torres faz requerimento para que seja suspenso por 120 dias o desconto em folha dos empréstimos consignados dos Ativos e inativos da Prefeitura de Goiana