Polícia Federal interroga Sergio Novaes. Empresário teria recebido valores desviados pelo Grupo João Santos

 


Por Ricardo Antunes — Sergio Moura Carneiro de Novaes presta o último depoimento desta sexta-feira (02), no âmbito da Operação Background da PF. Ele é genro de Fernando Santos, presidente do Grupo João Santos e marido de Thereza Helena Novaes.

Sergio Novaes e Thereza Helena Novaes, além de casados, são sócios da Ultra Comercio e Representações. O comércio atacadista de materiais de construção, a é apontado por investigadores como uma das empresas utilizadas por Fernando Santos para desviar seu patrimônio pessoal e do Grupo João Santos.

Em 2019, a Ultra movimentou em suas contas um total de R$313.436.649,45, dos quais R$156.666.243,22 a crédito e R$156.770.406,23 a débito.

Thereza Helena Novaes também depôs hoje, às 14h. E Fernando Santos, apontado como chefe do esquema, prestou esclarecimentos ontem (01), à Polícia Federal. Na próxima segunda-feira (05), a PF vai voltar a colher depoimentos dos suspeitos de envolvimento no esquema de sonegação e lavagem de dinheiro que causou um rombo de 8,6 bilhões de reais aos cofres públicos.

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Engenheira pernambucana vai comandar fábrica da Jeep em Goiana (PE)

Vereador Sargento Torres faz requerimento para que seja suspenso por 120 dias o desconto em folha dos empréstimos consignados dos Ativos e inativos da Prefeitura de Goiana