Polícia Federal interroga Sergio Novaes. Empresário teria recebido valores desviados pelo Grupo João Santos

 


Por Ricardo Antunes — Sergio Moura Carneiro de Novaes presta o último depoimento desta sexta-feira (02), no âmbito da Operação Background da PF. Ele é genro de Fernando Santos, presidente do Grupo João Santos e marido de Thereza Helena Novaes.

Sergio Novaes e Thereza Helena Novaes, além de casados, são sócios da Ultra Comercio e Representações. O comércio atacadista de materiais de construção, a é apontado por investigadores como uma das empresas utilizadas por Fernando Santos para desviar seu patrimônio pessoal e do Grupo João Santos.

Em 2019, a Ultra movimentou em suas contas um total de R$313.436.649,45, dos quais R$156.666.243,22 a crédito e R$156.770.406,23 a débito.

Thereza Helena Novaes também depôs hoje, às 14h. E Fernando Santos, apontado como chefe do esquema, prestou esclarecimentos ontem (01), à Polícia Federal. Na próxima segunda-feira (05), a PF vai voltar a colher depoimentos dos suspeitos de envolvimento no esquema de sonegação e lavagem de dinheiro que causou um rombo de 8,6 bilhões de reais aos cofres públicos.

Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.