Multinacional japonesa vai abrir fábrica em Pernambuco; saiba como concorrer a uma das 2 mil vagas de emprego

 Divulgação

Falta pouco para a multinacional japonesa Yazaki inaugurar sua fábrica em Bonito, interior de Pernambuco. A boa notícia é que mesmo com a proximidade do corte da fita e do início da operação, a empresa continua à procura de profissionais para ocupar as vagas. Quando estiver em funcionamento total, o  empreendimento de R$ 60 milhões vai gerar 2 mil empregos diretos. 

Interessados nas vagas devem encaminhar o currículo por e-mail para trabalheconosco@br.yazaki.com. Só para se ter uma ideia, ainda estão disponíveis vagas para analista financeiro pleno, analista de recursos humanos júnior, analista de qualidade pleno, técnico e segurança do trabalho e outros. Com a taxa de desemprego de Pernambuco aparecendo como a maior do Brasil, ao lado da Bahia, com uma desocupação de 21,3%, as vagas são muito procuradas pelos trabalhadores.

Na quarta-feira (09), comitiva liderada pelo presidente do Sindicato dos Trabalhadores de Pernambuco (Sindimetal), Henrique Gomes, participaram de visita à fábrica, acompanhados pelos gestores de produção e RH da Yazaki. A data exata de inauguração da fábrica ainda será anunciada oficialmente. 

Polo Automotivo

A fábrica da Yazaki foi anunciada em setembro do ano passado pelos executivos do grupo e pelo governador Paulo Câmara para ajudar a ampliar e fortalecer o Polo Automotivo de Pernambuco. A Yazaki vai fabricar chicotes elétricos para  montagem dos carros da Jeep e da Fiat, em Goiana. As empresas já têm parceria em outros lugares do Brasil e vão replicar a experiência em Pernambuco.   

Antes da decisão da Yazaki se instalar, a Jeep era atendida pela produção da fábrica sergipana de Nossa Senhora do Socorro, em Sergipe. No início da obra da empresa em Bonito, a expectativa de inauguração era até maio deste ano. Está bem dentro do prazo. 

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Engenheira pernambucana vai comandar fábrica da Jeep em Goiana (PE)

Vereador Sargento Torres faz requerimento para que seja suspenso por 120 dias o desconto em folha dos empréstimos consignados dos Ativos e inativos da Prefeitura de Goiana