Home Top Ad

Denuncia: Empresa investigada em Paulista também é alvo de suspeita em Goiana

Share:

A execução de mandados de busca e apreensão em endereços ligados ao prefeito do Paulista, Júnio Matuto (PSB), para apurar o desvio de R$ 21 milhões em contrato para limpeza urbana do município expôs, mais uma vez, a empresa Locar Saneamento Ambiental LTDA. No município da Região Metropolitana do Recife, a 2ª Delegacia de Combate à Corrupção e ao Crime Organizado (DRACO) apurou que o montante foi desviado entre os anos de 2013 e 2017.

A mesma empresa também está envolvida em suspeitas de irregularidades em licitação e superfaturamento do serviço de coleta de lixo em Goiana, na Zona da Mata Norte.

O contrato da Locar Serviços Ambientais LTDA com a prefeitura de Goiana na gestão de Osvaldo Rabelo Filho é investigado pela DRACO, que identificou indícios de fraude em licitação, peculato, corrupção e lavagem de dinheiro. A investigação faz parte da peça elaborada pelo Ministério Público de Pernambuco com nove ilicitudes que fundamentam o pedido de intervenção no município.

Em Goiana, a Locar substituiu a empresa vencedora da licitação e ficou responsável pela coleta entre 2013 e 2016, quando o contrato saltou de R$ 4,7 milhões para 7,8 milhões. Em 2018, a Locar seguiu operacionalizando o serviço e o valor chegou a R$ 9,8 milhões.

Assessoria

Nenhum comentário