Home Top Ad

MDB, PSB E PT UNIDOS NA FRENTE POPULAR DE GOIANA

Share:

Um fato que mexe com o tabuleiro da política goianense. Nesta quarta-feira (11), foi anunciada a criação da Frente Popular de Goiana unindo o MDB, PSB e PT com o objetivo de discutir os problemas do município junto com a população para construir propostas de gestão para a cidade. O anúncio foi realizado na sede do MDB e com a presença do secretário-geral do partido, Bruno Lisboa, do secretário de Ciência, Tecnologia e Inovação de Pernambuco, Aluísio Lessa, do presidente da Câmara de Vereadores de Goiana, Carlos Viegas Jr., e do vereador Bruno Salsa.

“Demos um grande passo, é o começo de uma grande frente multipartidária. Vamos nos posicionar no processo eleitoral deste ano e vamos ganhar a eleição porque iremos propor um modelo de gestão diferente de tudo o que a população de Goiana já viu”, adiantou Bruno Lisboa. “Estamos no processo de discussão de nomes e de ideias, vamos escutar a população de Goiana e nos sentimos preparados para apresentar um novo projeto para a cidade”, concluiu Bruno.

O secretário Aluísio Lessa aposta no crescimento do grupo. “Inicialmente são três partidos que vão levar a discussão para várias localidades do município. A ideia é de unir, juntar pessoas que pensam a Goiana do futuro”, disse. “O PSB tem três vereadores que vão se incorporar nessa frente junto com o MDB, que é conduzido por Bruno Lisboa, e pelo PT conduzido por Pedrinho. Estamos satisfeitos com essa união e vamos trabalhar para trazer outras forças políticas”, cravou Lessa, que também preside o PSB na cidade.

Para o presidente da Câmara de Vereadores, Carlos Viegas Jr., é um momento importante para o município. “Com isso estamos formalizando um grande projeto encabeçado pela Frente Popular de Goiana. Entendemos que esse é o caminho de debater a cidade e buscar as soluções que a sociedade tanto almeja de forma conjunta”, explicou. 

O vereador Bruno Salsa também participou do ato que selou a união e destacou o caráter democrático da Frente Popular. “É possível fazer diferente. Vamos ouvir as pessoas e definir o projeto para Goiana. Eu acredito que Goiana começa a pensar grande, sem vaidade e desprovido de qualquer interesse individual, mas com um projeto comum para o bem social”, afirmou.

Nenhum comentário