Home Top Ad

Homem morre e outro é baleado durante briga no bairro de Boa Viagem

Share:
Homem morre e outro é baleado durante briga no bairro de Boa Viagem
Um homem identificado pela polícia como Eduardo Sebastião da Silva, de 49 anos, morreu neste domingo (08), baleado na Avenida Boa Viagem, na altura da Pracinha. O filho da vítima, de 19 anos, também foi baleado e foi socorrido para o Hospital da Restauração. De acordo com informações iniciais repassadas pela Polícia Militar, os dois teriam se envolvido em uma briga, quando um homem efetuou os disparos. 
De acordo com o Hospital da Restauração, o estado de saúde do filho do caminhoneiro é considerado estável.

A briga

Um parente da vítima  contou que todos estavam reunidos em família e que a fatalidade foi por conta de um mal entendido. 
"Estávamos em família, e resolvemos  curtir um lazer. E por conta de uma senhora que passou e bateu na bebida do meu irmão, e ele reclamou com ela pedindo para ela pagar, ela foi dizer ao marido, que era policial, e ele chegou deforma agressiva tomando satisfação com meu irmão. Meu irmão então se alterou e deu um soco no homem, que se levantou sacou a arma e atirou nas costas do meu irmão, e na direção do filho dele, que se escondeu atrás das pedras. Durante uns 10 minutos ele ainda estava consciente, pedimos o socorro, porém ele não resistiu e morreu", conta.

Esclarecimento

O delegado do caso  Adyr de Almeida, titular da 8ª delegacia seccional de Paulista, disse que o autor dos disparos ainda não foi identificado, nem a mulher envolvida na confusão.
"DHPP está instaurando um inquérito para apurar tudo que aconteceu, oque ficamos sabendo é que foi uma discussão uma mulher teria falado de forma ríspida coma vítima que brigou com ela, e essa mulher é desconhecida até então e ela chamou dois homens, um deles armados e acabou acontecendo a fatalidade. O homem que disparou ainda não foi identificado, porém ele teria dito a colegas que iria se entregar e até o momento estamos aguardando", disse ele.

Resposta da Polícia Militar

A terceira delegacia de homicídios está investigando o caso. Em nota, a Polícia Militar disse que o policial foi agredido por um grupo de pessoas e que atirou para se defender. A PM também instaurou um inquérito para apurar as circunstâncias dos fatos. Segundo a advogada do policial militar, ele vai se apresentar amanhã.

Nenhum comentário