PIER NET

PIER NET

SABOR DA VILA

SABOR DA VILA

sábado, 8 de setembro de 2018

O jornalismo brasileiro que perde uma das mais competentes profissionais

Reprodução/TV Jornal

O falecimento da apresentadora da Rádio Jornal e TV Jornal Graça Araújo, aos 62 anos neste sábado (8) gerou comoções nas redes sociais. A jornalista faleceu após sofrer um Acidente Vascular Cerebral (AV) enquanto se exercitava em uma academia no bairro de Boa Viagem, Zona Sul do Recife, na quinta-feira (6).
O empresário João Carlos Paes Mendonça, presidente do grupo JCPM e do Sistema Jornal do Commercio de Comunicação, lamentou, por meio de nota, o falecimento de Graça Araújo.
“É uma notícia extremamente triste para todos nós. Estou no Sistema Jornal do Commercio de Comunicação há 31 anos, dos quais 28 tive o privilégio de contar com a competência, dedicação e garra de Graça Araújo. Ao longo dessas quase três décadas, nos tornamos próximos e, além de uma admiração profissional, sempre tivemos um respeito grande um pelo outro. É um dia de muito pesar. Para os familiares, amigos e para o jornalismo brasileiro que perde uma das mais competentes profissionais”.

Sindicatos

A Associação da Imprensa de Pernambuco (AIP) declarou luto de três dias pelo falecimento da jornalista.

Confira a nota

A Associação da Imprensa de Pernambuco expressa profundo pesar pelo falecimento da jornalista Graça Araújo, do Sistema Jornal do Commercio deComunicação, e solidariza-se com a sua família, amigos e colegas de trabalho diante da prematura e irreparável perda.
Graça Araújo foi uma jornalista que transmitia ética e coerência. Apaixonada pelo ofício, apurava as notícias exaustivamente para o telejornal, onde permaneceu à frente por 26 anos, e no programa Rádio Livre. Garantindo sua credibilidade.
Em 2015, foi homenageada pela AIP, na Casa da Imprensa no Carnaval deOlinda. No último dia 27 de agosto, atendendo pedido da entidade proferiu palestra no 3º Seminário de Comunicação Contemporânea, quando falou sobre seu método e rigor na apuração do noticiário, garantindo à precisão da informação.
Graça parte deixando um legado de zelo e cuidado com as fontes e a firmeza de posições. Um olhar diferenciando sobre a importância do jornalismo na sociedade.
A AIP decreta luto de três dias.
Fenaj e Sinjope lamentam
O Sindicato dos Jornalistas Profissionais de Pernambuco (Sinjope) e Federação Nacional dos Jornalistas (Fenaj) também lamentaram a perda de Graça Araújo.
Graça Araújo tinha a precisão exata da responsabilidade social da atividade jornalística. Incansavelmente, exerceu seu papel com indiscutível competência e afinco.
Tornou-se uma referência para ouvintes e telespectadores, sobretudo os mais necessitados, que encontravam nela um caminho para alcançar a cidadania negligenciada pelo poder público. Consolidou-se como mentora e exemplo a ser seguido pelos colegas, principalmente estudantes e jovens jornalistas que tiveram o privilégio de, com ela, dividir a redação. A missão agora é manter essa memória e esse legado vivos.
Natural de Itambé, na Mata Norte do estado, Graça Araújo se formou em Jornalismo em São Paulo, voltando ao Recife em 1983. Trabalhou na Rádio Clube, Transamérica, TV Globo, na extinta TV Manchete e na TV Jornal, onde ajudou a criar o TV Jornal Meio-Dia, que apresentava há 25 anos.
O Sindicato dos Jornalistas Profissionais do Estado de Pernambuco (Sinjope) e a Federação Nacional dos Jornalistas (Fenaj) lamentam profundamente o falecimento da jornalista Graça Araújo, anunciado neste sábado (8) pela equipe médica do Hospital Esperança. Toda solidariedade e conforto aos familiares e amigos nesse momento difícil.
Sinjope & Fenaj

Políticos

Vários políticos lamentaram o falecimento da apresentadora Graça Araújo neste sábado (8). A jornalista sofreu um Acidente Vascular Cerebral (AVC) e estava em coma profundo desde quinta-feira (6).
“Com a morte de Graça Araújo, a imprensa pernambucana perde uma profissional dedicada, trabalhadora, com grande sensibilidade social e amor pelo que fazia. Graça nos deixou muito cedo, prova disso é o carinho e o respeito demonstrados nos últimos dias por seus colegas e admiradores. Quero expressar minha solidariedade cristã aos seus familiares”, lamentou o governador Paulo Câmara (PSB).
“O ministro de Estado da Segurança Pública, Raul Jungmann, lamenta, de forma profunda, a morte precoce da jornalista e comunicadora Graça Araújo, profissional competente e que sempre zelou pelos preceitos mais caros da comunicação, como a ética, a seriedade e o equilíbrio profissional.
Para o ministro, Graça deixa o melhor dos exemplos para todos aqueles que querem trilhar o caminho do jornalismo e da comunicação pública como serviço essencial a nossa sociedade”, declarou em nota o ministro Raul Jungmann.


“Graça Araújo sempre fez um jornalismo responsável e em defesa da população, dos mais necessitados, se tornando uma referência para a imprensa local e nacional. Fiquei muito triste com a notícia do seu falecimento e quero prestar as minhas condolências aos familiares, amigos e todos que compõem o Sistema Jornal do Commercio de Comunicação”, lamentou o prefeito do Recife, Geraldo Julio (PSB).
“É com grande pesar que recebemos a triste notícia do falecimento da jornalista Graça Araújo. O jornalismo de Pernambuco perde uma grande referência. Nossos sentimentos a familiares e amigos”, disse em nota o prefeito de Jaboatão dos Guararapes, Anderson Ferreira (PR).
“O prefeito Professor Lupércio lamenta o falecimento da jornalista Graça Araújo na tarde deste sábado (8). O ocorrido é uma grande perda para o jornalismo e para toda sociedade. Profissional séria e íntegra, ela usava o jornalismo como instrumento para orientar as pessoas sobre seus direitos e deveres, além de tratar temas relacionados à saúde de forma clara e simples. Negra e nordestina, Graça Araújo quebrou barreiras e venceu preconceitos com sua competência. É com pesar que nos despedimos desta profissional e nos solidarizamos com amigos e parentes”, declarou o prefeito de Olinda, Professor Lupércio (Solidariedade).
Prefeito de Petrolina lamenta falecimento de Graça Araujo
Pernambuco perde uma das suas mais relevantes personalidades da comunicação. Graça Araújo era um sinônimo de inteligência e carisma, que conquistou durante vários anos as casas dos pernambucanos. A ausência de sua voz e opinião serão sentidas profundamente por todos em nosso Estado. Manifesto aqui não só meu pesar pela perda de tão importante comunicadora como deixo também meus sentimentos aos familiares e todos os ouvintes e espectadores de Graça”, afirmou o prefeito de Petrolina, Miguel Coelho (PSB).
É com grande esar que recebi a notícia do falecimento da jornalista Graça Araújo. Muito querida por onde passava, ela se tornou uma das principais referências do jornalismo Pernambucano. Neste momento de dor, nos solidarizamos com os familiares, amigos e comunicadores pela perda desta grande profissional. Graça deixa um grande legado no rádio e na televisão, onde por mais de 20 anos, tornou-se a voz de milhares de pessoas. Deixará saudades”, comentou o prefeito do Cabo de Santo Agostinho, Lula Cabral (PSB).
“Foi com um sentimento de profunda perda que recebi a notícia do falecimento da grande jornalista, dessa referência de Pernambuco, que era Graça Araújo. Sei que é um momento doloroso para todos nós, que admirávamos seu trabalho sempre incansável na defesa e na promoção dos interesses da sociedade de Pernambuco. É difícil imaginar palavras que consolem a dor dos amigos e da família. O que deve nos consolar nesse momento é o belo exemplo e o seu legado de jornalismo sério, comprometido e identificado com as melhores causas. Graça Araújo vai descansar em paz, mas será sempre uma inspiração para todos os pernambucanos e pernambucanas que a conheceram e a admiravam profundamente. Meu abraço aos familiares e a todos os amigos de Graça Araújo”, afirmou em nota o senador Armando Monteiro (PTB).
“Foi com profundo pesar que recebi a notícia do falecimento de Graça Araújo. Uma referência para o jornalismo no país, sempre usando a sua voz e a sua força em defesa da população, sobretudo dos mais necessitados. Vai fazer falta. Muita falta. Aos seus familiares meus sinceros sentimentos”, comentou em nota o deputado federal Jarbas Vasconcelos (MDB).
“É com tristeza que recebi a notícia do falecimento da jornalista Graça Araújo, uma referência para o jornalismo pernambucano. Deixo aqui o meu abraço aos familiares, amigos, profissionais da imprensa e milhares de telespectadores que acompanharam sua trajetória na prática do bom jornalismo”, declarou o deputado federal Bruno Araújo (PSDB).
“Há poucos dias, estivemos no Programa do Meio-Dia com a querida Graça Araújo. Agora, infelizmente, estamos aqui para divulgar esta nota de pesar pelo falecimento desta talentosa jornalista. Em nome da coligação O Pernambuco que você quer, expressamos nosso sentimento e nossa solidariedade para com a família, amigos e admiradores de Graça”, afirmou o ex-deputado federal Maurício Rands (Pros).
“Com uma história de vida belíssima, Graça Araújo conquistou a todos nós com sua competência, sua seriedade, seu carisma e seu compromisso com a notícia. A comunicação perde uma profissional brilhante, que fez história e marcou época em Pernambuco. Uma perda irreparável. Expresso minhas condolências e minha solidariedade a seus familiares e amigos. Vai deixar saudades”, comentou o deputado federal Mendonça Filho (DEM).
“O jornalismo de Pernambuco perde uma de suas grandes referências. A morte precoce da jornalista Graça Araújo, uma das expressões profissionais do SJCC e da imprensa pernambucana, entristece profundamente os jornalistas e enluta o jornalismo do Estado, mas também a todos nós que admiramos por três décadas o seu trabalho, na TV e rádio, em prol de Pernambuco e do nosso povo. Expresso a minha solidariedade aos seus familiares, aos colegas de trabalho, ao SJCC e aos seus milhares de admiradores”, lamentou o deputado federal Silvio Costa (Avante).
“A morte da jornalista Graça Araújo foi uma triste notícia recebida na tarde deste sábado. Graça foi e continuará sendo uma referência e exemplo para o jornalismo de Pernambuco. Uma mulher corajosa, lutadora, que dedicou toda a vida para fazer uma comunicação ética e respeitosa. Neste momento de luto estendo minhas condolências à sua família, amigos e a todos comunicadores do nosso Estado, que ela tão bem representou em mais de 30 anos de jornada. Que possam encontrar na fé o conforto necessário”, disse o senador Fernando Bezerra Coelho (MDB). “Hoje é uma dia triste para o jornalismo pernambucano. Foi com grande pesar que recebemos a notícia do falecimento da jornalista Graça Araújo, que era sem dúvidas, uma referência no radiojornalismo e do telejornalismo do nosso Estado e do Brasil. Ela sempre trouxe ao público as principais informações e conquistou a televisão e o rádio pernambucano com suas opiniões e sua leve personalidade, sempre ganhando reconhecimento, a exemplo do Prêmio Sociedade Brasileira de Neurologia de Jornalismo, o qual foi vencedora. Ela deixará muitas saudades por tudo que representou para Pernambuco. Nossa solidariedade aos familiares, amigos e admiradores que Graça Araújo conquistou na sua trajetória no jornalismo”, disse em nota o deputado estadual Silvio Costa Filho (PRB), líder da Oposição na Assembleia Legislativa de Pernambuco.
“É com profundo pesar que recebemos a notícia do falecimento da jornalista Graça Araújo. Nós externamos os nossos mais profundos sentimentos neste momento de dor para todos os familiares, amigos e milhares de fãs. Graça Araújo será sempre lembrada por seu profissionalismo, seriedade, comprometimento e outras qualidades, que a fizeram uma das maiores jornalistas deste Estado. Seu trabalho inspirou a formação de muitos outros profissionais e seu exemplo permanecerá vivo nos que ficam. Ela viverá também nos corações das pessoas que privaram da sua convivência e, da mesma forma, nos corações daqueles que a assistiam e a ouviam todos os dias, durante décadas”, declarou o presidente da Câmara Municipal do Recife, vereador Eduardo Marques (PSB).
“Referência no jornalismo pernambucano, respeitada em todo o País, por sua postura ética, responsável e combativa, a jornalista Graça Araújo deixará uma enorme lacuna na Comunicação de nosso Estado. Por quase três décadas, Graça fez parte dia-a-dia de todos nós, que acompanhávamos seu trabalho, no Rádio e na Televisão. Solidarizamo-nos com a família, amigos e colegas de profissão”, declarou a vereadora do Recife Marília Arraes (PT).


"A morte da jornalista Graça Araújo foi uma triste notícia recebida na tarde deste sábado (8). Graça foi e continuará sendo uma referência e exemplo para o jornalismo de Pernambuco. Uma mulher corajosa, lutadora, que dedicou toda a vida para fazer uma comunicação ética e respeitosa. Neste momento de luto, estendo minhas condolências à sua família, amigos e a todos os comunicadores do nosso estado, que ela tão bem representou em mais de 30 anos de jornada. Que possam encontrar, na fé, o conforto necessário." declarou o senador Fernando Bezerra Coelho (MDB-PE).

0 komentar:

Postar um comentário

Copyright © Blog do Eduardo França | Designed With By Blogger Templates
Scroll To Top