ANBIOTEC Brasil abre palestras na Medical Fair 2022

 



Na tarde desta terça-feira, 3 de maio, a ANBIOTEC Brasil promoveu no Auditório 1 do Expo Center Norte, em São Paulo, onde está acontecendo a Medical Fair 2022, um ciclo de palestras apresentadas por empresas associadas. Foram abordadas as principais tendências e inovações do mercado brasileiro de Biotecnologia para a área da saúde.


Ao dar as boas-vindas ao público e aos palestrantes, a presidente da ANBIOTEC Brasil, Vanessa Silva da Silva, ressaltou a relevância da Medical Fair para a área de Biotecnologia. Agradeceu ainda a presença das empresas associadas e assegurou que os temas tratados nas palestras serão importantes para o compartilhamento de conhecimento com vistas a ampliar o desenvolvimento da inovação e de novas tecnologias pelo mercado de biotecnologia brasileiro.


O evento da ANBIOTEC Brasil começou com a explanação de Rubens Escobar, Diretor da Nova Biomedical, que falou sobre o “Test Point-of-Care: como melhorar o cuidado ao paciente”. De acordo com ele, o teste rápido é importante ferramenta para o diagnóstico de várias doenças principalmente por facilitar muito no direcionamento do tratamento dos pacientes. Destacou as funcionalidades do Test Point-of-Care que melhoram o cuidado com o paciente como praticidade, acessibilidade, agilidade.


O encontro da ANBIOTEC Brasil prosseguiu com duas abordagens da Bioclin. A professora titular de Imunologia do Instituto de Patologia Tropical e Saúde Pública da Universidade Federal de Goiás, Mariane Martins de Araújo, tratou de questões e aspectos relacionadas à Hanseníase, e o gerente de Pesquisa e Desenvolvimento pela empresa Quibasa Química Básica Ltda., Mayerson Thompson falou sobre o Kit Bioclin Fast ML Flow, que é um teste imunocromatográfico rápido para detecção da doença.


A professora Mariane Martins de Araújo fez um relato da Hanseníase, lembrando que é uma doença crônica, causada pela bactéria Mycobacterium leprae, que pode afetar qualquer pessoa. Caracteriza-se por alteração, diminuição ou perda da sensibilidade térmica, dolorosa, tátil e força muscular. Também são encontradas manchas em qualquer parte do corpo, principalmente em mãos, braços, pés, pernas e olhos, e pode gerar incapacidades permanentes. A maioria das pessoas tem resistência à bactéria, sendo uma doente a cada dez contaminadas.


Mayerson Thompson informou que o Brasil é o segundo maior país do mundo no ranking de registros de casos de Hanseníase. Portanto, o teste rápido da Bioclin soma-se aos esforços das autoridades sanitárias em reduzir o elevado número de doentes. “O Kit Bioclin Fast ML Flow é uma ferramenta adicional no diagnóstico da doença”, salientou. Hoje a Hanseníase é diagnosticada por meio de exame clínico com uma avaliação dermatoneurológica, buscando-se identificar sinais da doença. “O teste da Bioclin é uma nova metodologia para auxílio complementar no diagnóstico”, pontua.


A Diretora Técnica da In Vitro Diagnóstica, Patrícia de Castro Cerqueira Vilela, detalhou os biomarcadores cardíacos e biomarcadores de processos infecciosos e inflamatórios com a utilização de teste point-of-care. Falou sobre os principais biomarcadores para infarto e da septicemia como, por exemplo, troponina, D-dímero, procalcitonina, NT pro-BNP, proteína c-reativa. Pontuou que os biomarcadores são ferramentas úteis para os médicos estabelecerem o diagnóstico e o prognóstico das doenças com maior precisão.


O encerramento do dia foi com a palestra da Assessora Científica da Molecular Biotecnologia Thaís Nani, PHD em Ciências e Genética. Ela falou sobre as inovações relacionadas ao sequenciamento de nova geração (NGS), destacando como essa experiência pode ser ainda melhor. Ressaltou que o NGS é uma técnica muito bem estabelecida em laboratórios e que existem várias tecnologias, que permitem sequenciar o DNA de forma muito mais e barata. Também tratou das formas de inovar e fazer o sequenciamento de nova geração.

Assessoria


Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.