Mulher é detida suspeita de participação no assassinato de mulher trans na Paraíba

 A Justiça da Paraíba decretou a prisão preventiva de uma mulher trans suspeita de envolvimento no assassinato Yasmim, também mulher trans, na última quarta-feira (8), no bairro de Manaíra, em João Pessoa. Nesta segunda-feira (13), a acusada se apresentou na Central de Polícia e prestou depoimento.

Segundo a delegada da Polícia Civil, Luísa Correia, a suspeita identificada como 

Aysla, estaria no local do crime e, antes do crime, teve uma discussão com a vítima 

sobre disputa por clientes. “Existia um mandado de prisão temporária já expedido 

hoje. Nesse contexto, foi pedido a apreensão do aparelho celular e o sigilo quebrado. A suspeição seria de uma mandante e não executora”, explicou.

A defesa da Aysla rechaçou as acusações. “Fomos surpreendidos porque não tem 

nenhuma prova concreta que ligue Aysla ao fato que aconteceu. Elas tiveram uma 

discussão ha algumas semanas atrás, discussão comum, de prostituição, de beleza, de atendimento a cliente. Como ela mesmo fala, tem pessoas que não gostam dela”, 

disse o advogado Felipe Morais. 

Aysla, que teve prisão preventiva decretada após prestar depoimento à polícia, 

segue na Central de Polícia e deverá passar ainda hoje por uma audiência de 

custódia. O caso segue sendo investigado.

Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.