Empresa confirma que Dominguetti intermediou negociação de vacinas com Saúde



A empresa Davati Medical Supply confirmou em nota que o empresário Luiz Paulo Dominguetti Pereira intermediou negociações de doses de vacina contra Covid-19 com o Ministério da Saúde. A empresa afirmou, no entanto, que ele se tratava de um “vendedor autônomo” e que não possuía vínculo empregatício.

“Nesse caso, ele apenas intermediou a negociação da empresa com o governo, apresentando o senhor Roberto Dias”, afirmou a Davati, se referindo ao agora exonerado diretor de Logística do Ministério da Saúde.

“Sobre a denúncia relatada por Dominguetti, de que o Ministério da Saúde teria solicitado uma ‘comissão’ para a aquisição das vacinas, a Davati afirma que não tem conhecimento.”

A empresa também disse que seu após seu representante oficial no Brasil, Christiano Alberto Carvalho, informar sobre a necessidade de vacinas no país, contatou o governo brasileiro, por iniciativa própria, para verificar se havia interesse em doses da AstraZeneca e se disponibilizou para intermediar a negociação.

“Este é um procedimento normal de negociação, praticado por todos os alocadores e distribuidores”, alegou a Davati.

O primeiro contato entre a empresa e o ministério teria acontecido por e-mail, em 26 de fevereiro, através de e-mail enviado por um executivo a Dias. “No mesmo dia, o representante da Davati no Brasil, Cristiano Alberto Carvalho, recebeu retorno do e-mail, por parte do Departamento de Logística do Ministério da Saúde, confirmando interesse no lote de vacinas e agendando encontro para discutir sobre a negociação.”

“Christiano Alberto Carvalho compareceu ao Ministério da Saúde para tratar sobre a possível negociação, que no decorrer dos dias seguintes não evoluiu, visto que a empresa não recebeu retorno do governo brasileiro com formalização do interesse ou perspectiva de fechamento do negócio, com uma Carta de Interesse.”

Por Paraíba Master com CNN Brasil

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Engenheira pernambucana vai comandar fábrica da Jeep em Goiana (PE)

Vereador Sargento Torres faz requerimento para que seja suspenso por 120 dias o desconto em folha dos empréstimos consignados dos Ativos e inativos da Prefeitura de Goiana