Lázaro Barbosa: 13º dia de buscas por "serial killer de Brasília" começa com descoberta de possível esconderijo

 Lázaro Barbosa: 13º dia de buscas por

Policiais se mobilizam para capturar Lázaro Barbosa - Foto: SBT/ TV Serra Dourada

Com informações do JC Online

A busca pelo foragido Lázaro Barbosa, 32 anos, suspeito de matar quatro pessoas, promover sequestros e invadir propriedades rurais no Distrito Federal, chega ao 13º dia. Policiais militares de Goiás vasculham a área de cerca de 200 metros quadrados, no distrito de Cocalzinho, em busca de pistas na mata e às margens da BR-070, que corta a cidade, mas, até agora, o "serial killer de Brasília" não foi encontrado.

Denúncia

O dia começa com uma denúncia sobre um possível esconderijo do criminoso. De acordo com o R7, o denunciante usa um colete à prova de balas para ajudar os policiais a chegar ao local, que é considerado de difícil acesso. Até aqui, cerca de 300 policiais procuram pelo fugitivo. Cães, helicópteros e drones fazem buscas.

De acordo com a reportagem, publicada nesta manhã, a Secretaria de Segurança Pública de Goiás informou que os agentes policiais ainda estavam em diligências, isto é, ainda procuravam por Lázaro, após receber a informação do possível esconderijo. Ainda não é possível confirmar se o local é, de fato, usado pelo bandido. 

Ao longo dos últimos dias, a polícia já encontrou dois locais que podem ter sido usados por Lázaro, durante a fuga. Em um deles, os policiais acharam, inclusive, um colchão, onde o "serial killer" pode ter dormido. Os locais eram improvisados no meio da mata. Os investigadores acreditam que Lázaro se esconde durante o dia e usa a escuridão da noite para sair em busca de comida e armas. 

Casa invadida

A polícia acredita ter percebido movimentações dele em Girassol, no distrito de Cocalzinho, em Goiás. Um morador da região relatou aos agentes que a casa dele foi invadida e ele encontrou tudo revirado, na tarde do sábado (19).

"Reviraram tudo, até sofá. Mas nada foi levado”, disse o trabalhador autônomo Josenildo Conceição, 28 anos, que mora no local, às margens da BR-070. Ainda segundo ele, gavetas, a cama e os armários estavam remexidos e com coisas fora do lugar.

A notícia foi publicada no Correio Braziliense. O dono da propriedade informou o arrombamento à Política Militar. E, apesar de conhecer a história do foragido, disse não estar com medo.

Polícia aposta no cansaço

A Polícia aposta no desgaste emocional e no cansaço físico para tentar capturar o Lázaro Barbosa. "Ele está a cada dia mais cansado, mais acusado. Não deixa, de maneira nenhuma, de ser perigosíssimo, mas está nas últimas forças. Tenho quase certeza que cheguei a vê-lo, a 1 km de distância, do outro lado de um vale. A aparência dele não era de pessoa ferida", chegou a comentar com a imprensa o secretário de Segurança Pública do Distrito Federal, Rodney Miranda.

Essas aparições do fugitivo, que teve seu perfil traçado como sendo de um psicopata, sugerem, portanto, maior aproximação da operação policial com a localidade exata do fugitivo.

Com o cerco policial se fechando, a tendência é que Lázaro sofra mais estresse, aponta Cássio Thyone, perito criminal aposentado da Polícia Civil do Distrito Federal e membro do conselho do Fórum Brasileiro de Segurança Pública. "Ele precisa dormir, se alimentar, vencer o próprio estresse psicológico. Tempo é o fator que favorece quem está tentando encontrar a pessoa e não quem está tentando fugir", complementa.

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Engenheira pernambucana vai comandar fábrica da Jeep em Goiana (PE)

Vereador Sargento Torres faz requerimento para que seja suspenso por 120 dias o desconto em folha dos empréstimos consignados dos Ativos e inativos da Prefeitura de Goiana