Todos Contra o Corona Vírus

Ernesto Araújo diz que ‘nunca promoveu atrito com a China’

 

Ex-chanceler Ernesto Araújo presta depoimento na CPI da Covid Foto: Agência Senado/Edilson Rodrigues

Em fala inicial à CPI da Covid na manhã desta terça-feira (18), o ex-chanceler Ernesto Araújo negou com veemência que tenha feito ataques à China ou promovido boicote ao gigante asiático. Ernesto defendeu que “jamais promoveu atrito com a China”.

ADVERTISING

– De modo que os resultados que nós obtivemos na concepção de vacinas e em outros aspectos decorrem de uma política externa que não era de alinhamento automático com os Estados Unidos, multilateral ou de enfrentamento com a China – explicou.

O ex-chanceler também destacou o avanço do Brasil no cenário econômico mundial, lembrando que o país esteve “a um passo” de tornar-se membro da Organização para a Cooperação e Desenvolvimento Econômico (OCDE).

– Nos dedicamos a defender direito à vida, liberdade de crença, de opinião. Abrimos frentes (comerciais) concretas com nossos diversos parceiros. Ideologia e pragmatismo são um binômio equivocado. Meu objetivo foi contribuir para um Brasil grande e livre, com economia competitiva. Sem a preservação de valores, a vida humana perde sentido e significado. Defendendo valores, [o] Brasil conseguiu assinar 180 atos internacionais – disse Araújo.

Sobre a pandemia, Araújo afirmou que o Itamaraty teve “sucesso” ao trazer os brasileiros que estavam na China e em outros países. O ex-chanceler também destacou que o Brasil se saiu bem na aquisição de vacinas.

Segundo ele, “graças à qualidade de relações com a Índia”, o Brasil foi o primeiro país do mundo a receber vacinas exportadas de lá. E, para o ex-chanceler, “graças à relação madura e construtiva com China”, o Brasil foi a nação que mais recebeu vacinas e insumos de vacinas fabricados no país asiático.

– Logo no começo da pandemia, postos do Itamaraty foram instruídos a contatar pesquisas de vacinas. Atuamos em conjunto com o Ministério da Saúde. […] No final da minha gestão, já tínhamos disponíveis 30 milhões doses de vacina. Também no final da minha gestão, tínhamos insumos para mais 30 milhões de doses – afirmou Araújo.

PLENO News 

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Engenheira pernambucana vai comandar fábrica da Jeep em Goiana (PE)

Vereador Sargento Torres faz requerimento para que seja suspenso por 120 dias o desconto em folha dos empréstimos consignados dos Ativos e inativos da Prefeitura de Goiana