Home Top Ad

Dor e revolta marcam enterro de jovem que morreu após ser queimada em Itaquitinga

Share:
Dor e revolta marcam enterro de jovem que morreu após ser queimada em Itaquitinga
Uma verdadeira multidão acompanhou o cortejo e o enterro do corpo de Thayslane Beatriz Teixeira da Silva, de 22 anos. Pelas ruas do centro de Itaquitinga, na Zona da Mata de Pernambuco, a população pedia justiça com faixas e vários cartazes. O corpo da vítima foi sepultado no cemitério da cidade.
A casa da autônoma, local onde o crime aconteceu, ficou totalmente destruída. Segundo parentes da vítima, o ex-companheiro foi o responsável pelo crime. Ele teria usado gasolina e ateado fogo na jovem. O quarto onde ela estava ficou destruído.
A vítima ainda foi socorrida para o Hospital da Restauração com 70% do corpo queimado. Ela passou quase 15 dias internada, mas não resistiu aos ferimentos.

Investigação

A princípio, a vítima, antes de morrer, havia afirmado ter sido acidente. Mas parentes dela fizeram com que a polícia fosse mais a fundo na investigação. Familiares, amigos e vizinhos da mulher morta queimada estão revoltados e acreditam que o marido da jovem de 22 anos é o responsável pelo crime. O corpo de Taislane Beatriz foi liberado do Instituto Médico Legal, no Recife, nessa quarta-feira (29), e levado para o município de Itaquitinga, onde o caso aconteceu. 
O delegado Aldeci José está investigando o caso e informou que as investigações devem ser concluídas até o dia 07 de fevereiro.
''O caso chegou na delegacia como uma tentativa de feminicídio. tomamos conhecimento que ela foi queimada e socorrida para o hospital da restauração. estamos dando continuidade as investigações. Acredito que nesta semana o caso seja solucionado e encaminhado a Justiça.  Iremos aguardar agora o posicionamento do poder judiciário'', afirmou.

Prisão

O suspeito foi preso pela Polícia civil na tarde dessa quarta-feira (29), na casa de parentes, no município de Goiana, no Grande Recife. O mototaxista, Ariclenes Pessoa dos Santos, de 28 anos, é o pincipal suspeito de atear fogo na companheira, no município de Itaquitinga, no último dia 12 de janeiro. Ele estava na sala da casa quando a polícia chegou e não resistiu a prisão.
Segundo o delegado Aldeci José da Silva, o crime foi premeditado. Ariclenes não se conformava com o desejo de Thayslane Beatriz Teixeira da Silva, de 22 anos, de terminar o relacionamento e ir morar no Recife.

Nenhum comentário