Motorista que atropelou e matou casal de empresários em Caaporã foi encaminhado para presídio de João Pessoa

O poeta pernambucano Philippe Wollney, 32 anos, recebeu alta do Hospital de Trauma há 4 dias e após passar por audiência de custódia foi encaminhado ao presidio Hitler Cantalice, mais conhecido como “Média de Mangabeira”.
Philippe foi preso após atropelar e matar o casal de empresários Carmen Dolores Marinho Correa e Rilson Ferreira Correa, em um acidente entre carro e moto, no dia 04 de outubro, na PB-044, em Caaporã.
No local do acidente, Philippe que era o condutor do carro que matou o casal, foi preso em flagrante e devido aos ferimentos do acidente ficou sob custódia no Hospital de Trauma.
De acordo com o delegado do caso, Francisco Basílio, ele confessou ter bebido na noite anterior ao acidente e confirmou tudo que disse ao delegado durante a audiência de custódia.
No presídio, o poeta está em cela especial por ter dois cursos superiores, sendo um de biologia pela UFPE e outro de Letras pela faculdade de Goiana-PE, onde residia junto aos seus familiares.
O casal atropelado e morto era proprietário da casa lotérica de Caaporã.

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Engenheira pernambucana vai comandar fábrica da Jeep em Goiana (PE)

Vereador Sargento Torres faz requerimento para que seja suspenso por 120 dias o desconto em folha dos empréstimos consignados dos Ativos e inativos da Prefeitura de Goiana