PMs são acionados por causa de som alto e acabam atacados por mulheres

PMs são acionados por causa de som alto e acabam atacados por mulheres
Três mulheres foram presas, em Olinda, no Grande Recife, depois de uma confusão durante uma festa, por causa de som alto. A polícia foi acionada pelos vizinhos e ao chegar no local,  no bairro de Rio Doce, objetos foram arremessados contra a viatura. Um policial militar foi atingido com uma garrafada na cabeça.

Festa

A confusão aconteceu em uma casa na Avenida D, na IV Etapa de Rio Doce. De acordo com a polícia, acontecia uma festa no local, com som alto, o que incomodou a vizinhança. Policiais foram acionados e pediram que a família baixasse o som.
Depois de 20 minutos, a mesma viatura precisou voltar ao local, porque o som continuava alto. Ao chegar à casa, os PMs encontraram o imóvel trancado com cadeado. Objetos como garrafas, pedras e canos foram arremessados contra a viatura.

Policial ferido

Gabriela Fernandes de Moura, de 19 anos, chegou a dar uma garrafada na cabeça de um dos policiais. O soldado foi socorrido para a Unidade de Pronto Atendimento (UPA) de Olinda e levou 8 pontos na cabeça. Na delegacia, ela disse que agrediu o PM para se defender. "Ele já chegou lá agredindo e queria que a gente ficasse parada. Eu tentei agredir também, me defender", contou.
Também foram presas Lucicleide Maria dos Anjos Moura, de 31 anos, a dona da casa, e a amiga Maria José Leite da Silva, de 35. Na Delegacia do Varadouro, elas foram autuadas em flagrante por perturbação do sossego, desacato, lesão corporal, resistência. O PM recebeu alta.
As mulheres foram encaminhadas para audiência de custódia, que deve acontecer na tarde no Fórum de Olinda.

TV JORNAL

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Engenheira pernambucana vai comandar fábrica da Jeep em Goiana (PE)

Exclusivo: Aos 49 anos morre em Pitimbu Renilda de Sousa Santos