Home Top Ad

'Dois anos, depois estão soltas', lamenta pai de jovem morta em praia

Share:
'Dois anos, depois estão soltas', lamenta pai de jovem morta em praia
Corpo da adolescente foi encontrado no Pontal de Maria Farinha - Foto: Reprodução/Rádio Jornal

Inconformado com o assassinato da filha, o pai da adolescente morta na praia de Maria Farinha, em Paulista, no Grande Recife, lamentou as idades delas. As duas jovens suspeitas pelo crime têm 15 anos, foram apreendidas pela polícia de já estão na Fundação de Atendimento Socioeducativo (Funase).
O pai achou triste que, por serem tão jovens,  as duas não possam ficar mais tempo detidas. "Dois anos apenas, por uma atrocidade dessas, depois estão soltas na rua pra praticar o mesmo crime, ou pior", desabafou.


Funase

Confira a nota da Fundação de Atendimento Socioeducativo (Funase) na íntegra:
A Fundação de Atendimento Socioeducativo (Funase) informa que as duas adolescentes envolvidas em um ato infracional análogo a homicídio em paulista, na última terça-feira (25), passaram as últimas 24 horas na Unidade de Atendimento Inicial (Uniai), situada no bairro da boa vista, no recife. No local, receberam o primeiro acompanhamento de uma equipe técnica da instituição, composta por assistentes sociais, pedagogos e psicólogos. Em todo esse tempo, elas estiveram em alojamentos separados, por segurança. Na tarde dessa quarta-feira (26), após serem apresentadas ao Ministério Público e ao judiciário, as adolescentes tiveram a internação provisória decretada e, portanto, já foram transferidas para um Centro de Internação Provisória (Cenip) da Funase. Ambas serão mantidas em alojamentos separados. Como prevê a legislação federal, elas poderão permanecer no local por até 45 dias à espera da sentença da justiça, tempo que é rigorosamente cumprido em Pernambuco. Nesse período, terão o acompanhamento de profissionais técnicos e serão inseridas na prática de atividades pedagógicas com o intuito de prepará-las para um eventual cumprimento de medida socioeducativa de internação, que pode durar até três anos, e para a reintegração social.

Enterro

A estudante de 14 anos, foi enterrada nessa quarta-feira (26),  no Cemitério de Santo Amaro, na área central do Recife. Na ocasião, parentes e amigos estavam inconformados com o crime brutal.

O crime

adolescente foi agredida até a morte na terça-feira (25), no Pontal de Maria Farinha, em Paulista, Região Metropolitana do Recife (RMR). De acordo com a Polícia Civil, as suspeitas do crime são duas jovens de 15 anos, que filmaram toda a ação e divulgaram o conteúdo nas redes sociais.
O vídeo tem oito minutos e 34 segundos de duração e mostra a vítima sendo torturada. Mesmo pedindo que as agressoras parassem e conversassem com ela, a jovem não conseguiu escapar dos socos, puxões de cabelo, tentativas de afogamento e golpes de faca
As adolescentes foram apreendidas e levadas para a Unidade de Atendimento Inicial da Fundação de Atendimento Socioeducativo (Funase), localizada na Boa Vista, Centro do Recife. Elas foram autuadas pelo ato infracional correspondente a homicídio. A polícia está ouvindo depoimentos de parentes da vítima e das outras duas jovens suspeitas pelo crime.


Nenhum comentário