Padrasto confessa assassinato de Júlia e leva polícia à Praia do Sol, onde enterrou o corpo

 

Polícia Civil da Paraíba encontrou na tarde desta terça-feira (12) um corpo em uma área de vegetação da Praia do Sol, em João Pessoa. O delegado Rodolfo Santa Cruz declarou que o padrasto da menina Júlia, 12 anos, confessou o crime e apresentou o local onde a adolescente foi enterrada. O homem foi preso em flagrante.

O corpo foi encontrado em estado de decomposição, boiando em uma cacimba, reservatório de água, segundo a perícia.

Ainda de acordo com o delegado, perícias do local onde o corpo foi encontrado serão requisitadas.

Familiares denunciaram o desaparecimento da adolescente no dia 7 de abril. Em depoimento, parentes disseram que a menina teria deixado o apartamento levando apenas o celular. Mais tarde, o sinal do aparelho foi rastreado nas imediações do bairro Valentina de Figueiredo.

À imprensa, o padrasto da adolescente disse que teria sido uma das últimas pessoas a ver a jovem. Ele disse que saiu de casa e jogou a chave do apartamento pela janela. A mãe da adolescente, Josélia, dormia neste momento. Ela relatou que, quando acordou, encontrou a chave mas que Júlia não estava em casa.

 

 

Portal T5

Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.