Adolescente que cometeu chacina contra a família demonstra arrependimento e deseja reencontrar o pai

 

O adolescente, que cometeu uma chacina contra a família, demonstrou arrependimento e desejo de reencontrar o pai, ao ser abordado por profissionais de saúde mental, segundo informações divulgadas pelo advogado da família, na noite dessa quinta-feira (24).

Segundo o advogado Aylan Pereira, o garoto de 13 anos, que se encontra no Centro Socioeducativo de Sousa, recebeu, na última terça-feira (22), uma visita de uma psiquiatra e de uma psicóloga, na qual relatou sobre seu trauma de estar naquele ambiente e chorando perguntava sobre o pai, demonstrando arrependimento e desejo de reencontrá-lo.

No último sábado (19), na residência da família, em Patos, o jovem matou a tiros a mãe e o irmão de 7 anos, além de balear o pai nas costas, que encontra-se internado com a bala alojada na coluna, no Hospital de Emergência e Trauma de Campina Grande, conforme apurou o Notícia Paraíba.

O sargento reformado da Polícia Militar, que corre o risco de perder o movimento das pernas, por meio de um depoimento informal, também demonstrou seu desejo de rever o filho e que ele não fique em reclusão social.

A internação do menor infrator no Centro de Socioeducativo de Sousa foi solicitada pela Polícia Civil e acatada pela Justiça no último domingo (20), após ele ser ouvido pelo delegado responsável pelo caso.

E, o vazamento do áudio com o depoimento do garoto à polícia, que acabou indevidamente tendo uma grande repercussão nas redes sociais, ainda segue sendo investigado pelo Ministério Público da Paraíba (MP-PB).

 

 

Notícia Paraíba

Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.