Prefeitura de Goiana realiza vistorias em áreas de risco

 

Em preparação para a chegada do inverno, a Prefeitura de Goiana deu início às vistorias em áreas consideradas de risco, sujeitas a possíveis desastres ambientais por conta das chuvas e por causa das ações do próprio homem. Para isso, foi criada uma força tarefa, envolvendo técnicos da Secretaria de Urbanismo, Obras e Patrimônio Arquitetônico e da Defesa Civil do município.

“Nosso trabalho é técnico e, ao mesmo tempo, educativo. Queremos não somente mapear e identificar essas áreas, mas também queremos a contribuição da população que vive nesses locais”, alerta a secretária Isabella Soares ao observar em campo obras inapropriadas e irregulares realizadas por moradores, acompanhada do engenheiro ambiental, Gabriel Pessoa. “Precisamos encontrar soluções para promover a melhoria do meio ambiente e a qualidade de vida dos cidadãos”, completa ele.

As ações começaram no distrito de Ponta de Pedras. Até o momento já foram monitorados os bairros das Malvinas, Cocota e a rua do Farol, no centro. Nesses pontos, foram verificadas muitas residências localizadas nas margens de encostas e outras próximas a barreiras, vulneráveis a soterramento. Além desse levantamento, as equipes também estão dialogando com os moradores com o objetivo de conscientizar sobre a importância de seguirem as recomendações dos técnicos da prefeitura.

A prefeitura segue realizando as vistorias até cobrir todas as áreas de risco. A população também pode fazer a sua parte e evitar não destruir ou desmatar a vegetação das encostas, fazer o descarte adequado dos resíduos sólidos, observando os dias de coleta, não fazer cortes nos terrenos de encostas sem licença da prefeitura e avisar à Secretaria ou à Defesa Civil de Goiana qualquer irregularidade na comunidade para que as medidas sejam tomadas no tempo certo para não colocar em risco a vida das pessoas.

Fala PE

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Engenheira pernambucana vai comandar fábrica da Jeep em Goiana (PE)

Exclusivo: Aos 49 anos morre em Pitimbu Renilda de Sousa Santos