Orçamento que seria gerido por Marília Arraes(PT) na 1ª Secretaria da Câmara equivale ao da Prefeitura do Recife

Foto: Divulgação 


O Orçamento da Câmara dos Deputados, em 2020, foi de mais de R$ 6,2 bilhões e quem aadministra essa montanha de dinheiro, que equivale ao orçamento previsto para uma Capital como Recife - em 2020, a previsão foi de R$ 6,3 bilhões - é o primeiro secretário, que como informamos, ontem, é uma espécie de Prefeito da Câmara Baixa.

Se não tivesse sido anulada a eleição da Mesa Diretora pelo novo presidente Arthur Lira, a dinheirama seria gerida pela petista Marília Arraes, indicada, ontem, pelo PT, para o cargo, que disputou como candidata única. 

Sem a anulação, a petista teria nas mãos um orçamento equivalente àquele que está sendo administrado pelo primo João Campos, do PSB, para quem perdeu as eleições, só que sem os problemas que a gestão de uma grande Capital apresenta.

A eleição foi anulada porque o PT perdeu o prazo para se inscrever para disputar vagas na Mesa Diretora na composição feita com Baleia Rossi.

Apesar do atraso, que segundo os petistas foi causado por uma falha no sistema da Casa, Rodrigo Maia deferiu a inscrição que agora foi anulada por Lira que não pretende deixar a dinheirama nas mãos do PT.


Blog Noelia Brito

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Engenheira pernambucana vai comandar fábrica da Jeep em Goiana (PE)

Exclusivo: Aos 49 anos morre em Pitimbu Renilda de Sousa Santos