Pular para o conteúdo principal

Após dia de polêmica, Marília Arraes solta nota rebatendo acusações de traição, golpismo e aliança com a direita que lhe foram imputadas por colegas do PT

Foto: Reprodução/Brasil 247



Durante todo o dia de ontem, a atitude da deputada Marília Arraes, do PT de Pernambuco, de disputar a segunda Secretaria da Câmara dos Deputados ã revelia do próprio Partido, foi alvo de críticas dos próprios companheiros de partido da parlamentar, que viram na iniciativa uma postura personalista e antipartidária, já que a bancada havia optado por indicar um deputado ligado ao MST para o posto.

O Blog teve acesso a algumas dessas críticas, feitas em grupos de WhatsApp, por meio de áudios e notas, nas quais se vislumbra críticas mordazes, algumas, oriundas de petistas sergipanos, da corrente Avante, do deputado João Daniel, que perdeu o cargo na Mesa para a colega, que também pediram apuração na comissão de Ética.

Além dessas críticas, coube à presidente do PT, Gleisi Hoffmann que foi uma das maiores entusiastas e defensoras da candidatura de Marília Arraes à Prefeitura do Recife, questionar a decisão da correligionária, chegando a dizer que Marília teria que se explicar às instâncias partidárias.

Por meio de uma longa Nota, em que se coloca em posição defensiva, a deputada pernambucana atribui ao machismo,  as mencionadas críticas de seus companheiros.

Confiram a Nota Oficial da Deputada Marília Arraes

NOTA OFICIAL

Na última segunda-feira, disputei como candidata oficial do PT a Primeira Secretaria da Câmara dos Deputados. A escolha de meu nome aconteceu quando coloquei, de maneira enfática, ao partido, minha intenção de disputar a eleição da mesa. Este, por sua vez, chegou a essa decisão de forma coletiva e consensual, após longos debates internos. Naquele mesmo dia, segui a orientação de meu partido na votação para a Presidência da Casa, votei no deputado Baleia Rossi (MDB/SP), que veio a ser derrotado pelo hoje presidente da Câmara. Como todos sabem, após a eleição de Arthur Lira (PP/AL) para Presidente da Câmara dos Deputados, com um total de 302 votos, em seu primeiro ato no comando da Casa, anulou a eleição para os demais cargos da Mesa Diretora. A justificativa dada foi que o PT teria sido o único partido que havia perdido o prazo de protocolo.

A partir de então todos os partidos que compunham o bloco de apoio ao candidato Baleia Rossi fizeram intensas articulações com o presidente Arthur Lira, no que resultou o acordo de uma nova composição da mesa diretora. 

No final do dia de terça, quando ainda figurava como candidata oficial do PT para a disputa da Segunda Secretaria, cargo que coube ao partido depois do acordo fechado entre os líderes dos partidos e a nova presidência da Casa, optei por registrar também, de forma avulsa, minha candidatura ao cargo. A razão sempre foi transparente: faltavam somente 30 minutos para acabar o prazo de protocolo de candidaturas e o PT não tinha efetuado nenhum registro. Tendo em vista o que havia acontecido no dia anterior, quis evitar que novos eventuais problemas acontecessem, como aquele que ocasionou o atraso no protocolo referente à primeira eleição e nos fez perder a Primeira Secretaria. Assim, destaco ainda que além de mim, os colegas Paulo Guedes (PT/MG) e João Daniel (PT/SE) fizeram inscrições avulsas. Já a partir daí comecei a ser alvo de grande animosidade por parte de alguns representantes do meu partido. Em contrapartida, recebi também o apoio – aberto e velado – de muitos outros companheiros e companheiras do PT e de outros partidos de nosso campo. 

Na manhã da quarta-feira, numa reunião às pressas, na hora do início da votação, o PT decidiu alterar a orientação inicial, pela qual eu havia sido indicada como candidata oficial do partido à Segunda Secretaria. Foi realizada uma eleição interna, cujo resultado foi uma demonstração clara de que - diferentemente do que querem fazer parecer algumas instâncias do partido - não havia nenhum consenso para a substituição de meu nome. Obtive 22 votos e o deputado João Daniel, 24 votos.

Assim, em cima da hora, o partido retirou o apoio oficial à minha candidatura e eu resolvi disputar a eleição de forma avulsa. Fui para uma disputa dura, de forma clara, defendo os princípios democráticos e sem nenhum atropelo às normas e regimento da Câmara Federal. O mesmo fez o colega Paulo Guedes, que estranhamente alguns integrantes do PT esquecem de citar ao dispararem ameaças de retaliações/punições contra meu nome. 

Concluída a votação, recebi 172 votos, João Daniel teve 166 e Paulo Guedes, 54. A disputa seguiu para o segundo turno. O resultado final, 192 votos para minha candidatura e 186 para o colega João Daniel. São somente 24 votos de diferença! Desde a segunda-feira, alguns parlamentares se arvoraram em afirmar a existência de um suposto apoio do presidente da Câmara, Arthur Lira, e seu grupo. Apoio este que teria sido “essencial” para minha eleição. Se houvesse tal acordo, vindo de um presidente recém eleito com 302 votos, não precisaríamos fazer muitas contas para saber que eu teria sido eleita sem a necessidade de segundo turno e com uma margem muito mais ampla de votos, afinal estaria “amparada” pela base do Centrão. 

Esse acordo nunca existiu. Assim como nunca existiu nenhuma reunião entre mim, o ex-presidente Lula e o companheiro Fernando Haddad para tratar da minha decisão de disputar a Segunda Secretaria de forma avulsa. Aliás, Fernando Haddad estava em Brasília e se reuniu com diversos parlamentares, mas nenhuma vez comigo. Nenhum dos dois sequer me telefonou. O que existiu foi um árduo trabalho de construção política, fruto de um ótimo relacionamento que mantenho na Casa, com os colegas parlamentares. Ressalto também o engajamento muito bonito da bancada feminina, que sempre se mobiliza bastante para que mulheres estejam na mesa diretora. Aliás, poucas mulheres conseguem fazer parte da mesa. Na maior parte das vezes que isso aconteceu, foi por candidatura avulsa, pois raramente os partidos indicam quadros femininos. É lamentável que mais uma vez expedientes como Fake News estejam sendo usados para tentar desvirtuar uma decisão democrática e legítima.

Sobre um suposto ataque ao PT, quero dizer que ingressei nos quadros do partido num dos períodos de mais ataque: o ano do impeachment. Minha formação é de esquerda, de luta e de exemplos como Lula, Arraes, Fernando Lyra, Cristina Tavares. Defendi o PT em diversos momentos difíceis, até mesmo, por exemplo, quando fui impedida pelo partido de ser candidata a governadora e quando me candidatei a prefeita, defendendo as bandeiras do partido dos ataques mais baixos feitos por parte do PSB, numa campanha que chamou a atenção do país pela baixaria do adversário e por significar uma renovação nos quadros da esquerda.

É muito triste observar que, geralmente, quando uma mulher toma atitudes ousadas, a sociedade opte por achar que sempre tem algum homem por trás. É igualmente triste ver e ouvir declarações inverídicas sobre minha conduta partidária e comprometimento coletivo. Golpe, traição e outros adjetivos que tentam imputar a mim não são palavras que fazem parte do meu vocabulário e muito menos da minha forma de fazer política. Em qualquer parlamento do mundo há esse tipo de disputa por espaços de poder e decisão, no Brasil não é diferente. Ao longo da minha vida pública sempre me pautei pela transparência e pelo debate. Tentar transformar uma disputa legítima, legal e ética em algo impróprio, indevido, ameaçador não é uma atitude saudável ou democrática. A Segunda Secretaria da Câmara Federal é ocupada pelo PT, por uma deputada que jamais se posicionou contra o que realmente importa: os ideais de justiça social defendidos pelo nosso partido.

Agora, me pergunto, que relevância isso tem para o cenário de caos que vive o nosso país? Precisamos nos debruçar sobre pautas como vacinação em massa, testagem, combate à covid, solução para a crise econômica, prorrogação do auxílio emergencial, desemprego, combate aos desmontes do Estado Nacional Brasileiro. Sobre isso, ninguém tem dúvidas em relação às minhas posições. E continuarei sempre nas trincheiras, do lado certo da História.

Sigo tranquila, sigo firme e disposta a fazer o melhor por Pernambuco e pelo Brasil. 

Marília Arraes
Deputada Federal / Segunda Secretária da Câmara Federal

Comentários

BLOG NO YOUTUBE

Visualizações

Arquivo

Mostrar mais

Mais Notícias

Homicídio é registrado no distrito de Upatininga-Aliança

  Na tarde deste domingo(07), um homicídio foi  registrado no distrito de Upatininga. A vítima era conhecida como "Goiabinha", o mesmo foi atingido por vários disparos de arma de fogo, vindo a óbito no local. A motivação e a autoria é desconhecida. Fonte: Radar Aliança PE

Câmara Municipal de Goiana reabre inscrições e divulga novo calendário de atividades do concurso público

Em decorrência do Termo de Ajustamento de Conduta (TAC) nº 002/2022, formulado perante o Ministério Público do Estado de Pernambuco – MPPE, a Câmara Municipal de Goiana está divulgando um novo calendário de atividades do concurso público. A alteração na programação do certame acontece diante da necessidade de alterar os requisitos exigidos para preenchimento das vagas de Técnico de Arquivo. Isto ocorre sem prejuízos para os participantes do concurso. Pois, no site da banca responsável pelo certame (www.upenet.com.br) foram publicados dois formulários, o primeiro para restituição da taxa de inscrição para o cargo de técnico de arquivo, e o segundo para substituição do cargo técnico de arquivo. Além disso, também foram publicados os comunicados nº 4 e nº 5, que tratam da opção para mudança de cargo ou restituição da taxa de Inscrição e dos procedimentos para substituição ou restituição da taxa de inscrição para os inscritos no cargo de técnico de arquivo e reabertura de inscrições, respe

PREFEITURA DE GOIANA REALIZA ENTREGA DE CARTEIRAS DO PROGRAMA DO ARTESANATO BRASILEIRO (PAB)

  A prefeitura de Goiana, através da AD Goiana, em parceria com o SEBRAE, realizou nesta quinta-feira (11.08) a entrega das carteiras do Programa do Artesanato Brasileiro (PAB), em cerimônia na praça João Pessoa, no centro da cidade, para 26 artesãos goianenses. Os que receberam as carteiras, já haviam feito o cadastro anteriormente na própria AD Goiana. O documento é válido em todo o território nacional e garante uma série de benefícios como, formalização de seus trabalhos, participação em feiras, cursos de capacitação e facilidades para aquisição de créditos bancários, dentre outros. "Essa é mais uma valorização da nossa gestão ao setor e à nossa cultura, ampliando as oportunidades e renda para os nossos artistas", avaliou o diretor-presidente da AD Goiana, Carlos Torres Filho. A prefeitura de Goiana busca fomentar o empreendedorismo e reafirma a importância de formalizar essa atividade artesanal no município que já tem o artesanato como referência e relevância no Brasil e

IPSEC (Instituto de Previdência Social Dos Servidores Municipais de Caaporã) realizará o CENSO cadastral

  Na próxima terça-feira dia 16/08/2022 o IPSEC (Instituto de Previdência Social Dos Servidores Municipais de Caaporã) realizará o CENSO cadastral, funcional, social e previdenciário dos servidores públicos ativos titulares de cargo efetivo, dos aposentados e pensionistas. O período de recadastramento será do dia 16/08/2022 a 23/09/2022 e acontecerá no auditório da SECRETARIA DE EDUCAÇÃO, na rua Salomão Veloso, centro, Caaporã-PB. O horário de atendimento será das 08:00h às 17:00h, de segunda à sexta. Os atendimentos para a realização do recadastramento serão feitos pelo mês de aniversário do servidor conforme datas especificadas e divulgadas nas redes sociais. Os servidores deverão apresentar toda a documentação pessoal e de seus dependentes originais. O período de 20/09 a 23/09 será exclusivo para o atendimento aos casos especiais, mediante agendamento que devem ser requeridos no local de atendimento do censo. Em conformidade com o Decreto 108/2022 o servidor ativo, apose

Jovem é encontrado morto em estrada de terra, na Paraíba

  Um jovem foi encontrado morto em uma estrada de barro, na manhã desse domingo (7), na Zona Rural de Itabaiana, no Agreste da Paraíba. O corpo foi encontrado peroradores da região que relataram que a vítima, que era conhecida popularmente como "Capitão", seria filho de um motorista de aplicativo. O Notícia Paraíba tentou contato com a Polícia Civil da região, mas ainda não teve retorno sobre a identificação do jovem. O corpo foi encaminhado para perícia e, até então, ninguém foi preso. 

Gasolina mais barata em Goiana é vendida por R$ 5,47

  Foto: Ilustrativa  A gasolina do tipo C (comum) mais barata na região do Mata Norte de Pernambuco está sendo ofertada por R$ 5,47, o litro, em um posto de combustível Dislub localizado na PE-75 na cidade de Goiana. O preço foi registrado às 7h45 desta quarta-feira (10).  Pesquisa feita pelo Blog do Eduardo França.

Homem sofre tentativa de homicídio, no Sem Terra, em Goiana

  Polícia Militar registrou, na noite de nesta quinta-feira (04), uma tentativa de homicídio, na comunidade do Sem Terra, ás margens da rodovia PE-049, em Goiana.  Geraldo Henrique Ferreira Junior, 36 anos, foi alvejado por disparos de arma de fogo, efetuados por dois homens, que fugiram em seguida usando uma motocicleta.  Henrique foi socorrido para o Hospital Belarmino Correia, onde recebeu os primeiros socorros, e em seguida foi transferido para o Hospital da Restauração, no Recife.  Em nota, a Polícia Civil informou que um inquérito foi instaurado, pela 44ª DP, para investigar o caso. Fonte: Giro Mata Norte

Dono de motel mata a tiros suspeito de assalto que teria invadido estabelecimento

  Um dono de um motel matou a tiros de arma de fogo um jovem que teria invadido o estabelecimento durante uma tentativa de assalto, na tarde dessa quarta-feira (10), em Sousa, no Alto Sertão da Paraíba. Conforme o tenente-coronel Guedes informou ao Notícia Paraíba, a Polícia Militar recebeu por volta das 14h0, um chamado denunciando um homicídio no motel, que fica localizado às margens da BR-230. Com isso, quando os policiais chegaram no local encontraram a esposa do proprietário que informou que o marido havia atirado contra o jovem após esse pular o muro do estabelecimento, se dirigir até ele, pedir dinheiro e depois, por não conseguir o que queria, atentar contra avida do homem com duas facas. O local foi isolado para a chegada da perícia e diligências feitas em busca do dono do motel, que ainda não foi localizado. O corpo foi recolhido para perícia e a motivação e autoria do crime seguem sendo investigadas pela Polícia Civil.

Goiana: Atendendo TAC do Ministério Público, Câmara reabre inscrições do concurso, modifica calendário do certame e define requisitos mínimos para cargo de técnico em arquivo

  A Câmara Municipal de Goiana e o IAUPE - Concursos, comunicam aos participantes do concurso público que, em decorrência do Termo de Ajustamento de Conduta (TAC) nº 002/2022, formulada perante o Ministério Público do Estado de Pernambuco - MPPE, será reprogramada a aplicação das provas objetivas de conhecimentos.  No referido TAC, formulado pela promotora Patrícia Ramalho, a Câmara Municipal também compromete-se a alterar os requisitos para preenchimento das vagas de Técnico de Arquivo, trazendo também como requisitos, além do Ensino Médio Completo, os seguintes: a) treinamento específico em técnicas de arquivo em curso ministrado por entidades credenciadas pelo Conselho Federal de Mão-de-Obra, do Ministério do Trabalho, com carga horária mínima de 1.110 hs. nas disciplinas específicas (art. 1º, inciso V); b) registro na Delegacia Regional do Trabalho do Ministério do Trabalho (art. 4º); Em breve serão divulgados um novo Edital e um novo Calendário de Atividades, visando recepcionar a

Homem morre após passar mal e perder controle de moto enquanto voltava do trabalho

  Um home morreu após passar mal e perder o controle da moto que pilotava enquanto voltava do trabalho, na tarde dessa segunda-feira (8), no bairro Bodocongó, em Campina Grande. Conforme apurou o Notícia Paraíba, o acidente aconteceu na Avenida Portugal, às margens do açude do Bodocongó, quando o veículo qu a v´tima estava colidiu contra uma mureta.  A vítima, identificada Antônio Clovis, de 62 anos de idade, não resistiu ao ferimentos e morreu ainda no local. Seu Antônio havia saído pouco tempo antes do supermercado onde trabalhava como açougueiro. O corpo foi recolhida para perícia no Instituto de Polícia Científica (IPC). As causas da morte estão sendo investigadas.