MPPB consegue liminar e cobrança de taxa de serviços no IPTU de Cabedelo é suspensa

A Justiça deferiu tutela antecipada pedida pelo Ministério Público da Paraíba e determinou a suspensão da cobrança do serviço de emissão do carnê de IPTU instituída pelo Município de Cabedelo, sob pena de multa diária de R$ 500 até o limite de R$ 20 mil. A tutela foi pedida em ação civil pública ajuizada pelo promotor de Justiça do Patrimônio de Cabedelo, Ronaldo Guerra.
Segundo o promotor Ronaldo Guerra, a ação civil foi ajuizada após a Promotoria de Cabedelo receber uma reclamação sobre a cobrança da Taxa de Serviços Diversos (TSD), no valor de R$ 3,75, que estaria embutida no valor do IPTU, relacionada à emissão do carnê para o pagamento do imposto.
A prefeitura de Cabedelo chegou a informar que a cobrança era baseada no artigo 131 do Código Tributário do Município. Entretanto, como o carnê de pagamento fica disponível em sítio da internet, para que cada um dos contribuintes imprima e realize o devido pagamento, não há razão fática ou jurídica para a cobrança da taxa.
O promotor ressaltou que o STF tem o entendimento firmado de ser inconstitucional a instituição e cobrança de taxas cujo fato gerador seja a emissão ou remessa de documentos de arrecadação de outros tributos, inclusive tendo decidido o tema em sede de repercussão geral.
A liminar foi expedida pela juíza Virgínia de Lima Fernandes, da 4ª Vara Mista de Cabedelo. Na decisão, a juíza destaca que, sendo interesse municipal a arrecadação do IPTU e, considerando que o próprio carnê do IPTU está disponível para emissão no sítio eletrônico da prefeitura, não se mostra razoável a cobrança da taxa de sua expedição.

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Engenheira pernambucana vai comandar fábrica da Jeep em Goiana (PE)

Vereador Sargento Torres faz requerimento para que seja suspenso por 120 dias o desconto em folha dos empréstimos consignados dos Ativos e inativos da Prefeitura de Goiana