Todos Contra o Corona Vírus

Novo golpe pelo telefone tem até criminoso indo à casa das vítimas

Novo golpe pelo telefone tem até criminoso indo à casa das vítimas
Câmeras de segurança instaladas na casa da vítima registraram o momento em que um suspeito caminha pela calçada e espera - Foto: Reprodução/TV Jornal

Criminosos estão se passando por funcionários de bancos para roubar as informações de contas bancárias e cartões de crédito. Tudo começa com uma ligação, mas os golpistas chegam a ir à casa das pessoas. Uma das vítimas, que preferiu não se identificar, contou que recebeu uma ligação nesta semana, de um número DDD de Pernambuco, dizendo que era do setor anti-fraude do Banco do Brasil.
A pessoa perguntou se ele havia feito uma compra em uma loja em Fortaleza,  no valor de R$ 2.700,00. Ele negou a compra e a pessoa pediu para ligar para o número que estava atrás do cartão de crédito. Foi nesse momento o golpe começou a ser aplicado.
"Eu fiz a ligação, acreditando que estava falando com alguém do Banco do Brasil. Era o golpista que estava falando comigo. Ele se portava como os empregados do banco. Passou a me orientar para fazer determinadas coisas, pedindo informações de segurança", relatou a vítima.

Visita

Os golpistas foram além das ligações. Um homem foi até a casa da vítima, se passando por funcionário do banco, para pegar o cartão de crédito que supostamente estaria clonado. A pessoa o fez assinar uma declaração de próprio punho, dizendo que estava devolvendo o cartão ao banco.

Câmeras

Câmeras de segurança instaladas na casa da vítima registraram o momento em que o homem caminha pela calçada e espera. Ele é recebido e sai levando um envelope. "Era uma pessoa com o crachá no Banco do Brasil", disse a vítima, segundo a qual todas as informações da pessoa que foi buscar o cartão batiam com as fornecidas pelo suposto golpista, por telefone.

Prejuízo

Quando percebeu que era um golpe, a vítima ligou imediatamente para a gerente do banco, mas já era tarde. Os golpistas já tinham feito compras no cartão de crédito, no valor de R$ 9 mil, além R$ 1.500 no débito. Ele registrou o caso na Delegacia do Varadouro, em Olinda, no Grande Recife.

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Engenheira pernambucana vai comandar fábrica da Jeep em Goiana (PE)

Vereador Sargento Torres faz requerimento para que seja suspenso por 120 dias o desconto em folha dos empréstimos consignados dos Ativos e inativos da Prefeitura de Goiana