Todos Contra o Corona Vírus

Corpo é encontrado intacto 16 anos depois de ser enterrado no Agreste

Corpo é encontrado intacto 16 anos depois de ser enterrado no Agreste
O corpo estava em um caixão de madeira, dentro de outro de zinco - Foto: Reprodução/TV Jornal
O corpo de um homem enterrado há 16 anos foi encontrado intacto no túmulo. O caixão foi aberto pra enterrar outro parente, no cemitério de João Alfredo, no Agreste de Pernambuco, deixando todo mundo surpreso. A possível explicação é que o corpo tinha sido transportado do Rio de Janeiro, onde o homem morreu, para a cidade de João Alfredo, com produtos para manter o corpo intacto, até ser sepultado.

Conservação

O corpo estava em um caixão de madeira, dentro de outro de zinco. Após ser enterrado, acumulou água, junto com os produtos, e o caixão, por ser de zinco, não furou e ficou com a água acumulada, fazendo o corpo permanecer do mesmo jeito.


Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Engenheira pernambucana vai comandar fábrica da Jeep em Goiana (PE)

Vereador Sargento Torres faz requerimento para que seja suspenso por 120 dias o desconto em folha dos empréstimos consignados dos Ativos e inativos da Prefeitura de Goiana