Homens são condenados por matar visando ganhar na loteria

 Acusados de matar 4 em rituais para ganhar na Mega-Sena são condenados

Crime ocorreu em 2017 Foto: Divulgação/Polícia Civil

Dois homens acusados de matar quatro jovens em ritual satânico em 2017 foram condenados, nesta terça-feira (14), pelo Tribunal do Júri de Iguatu, no interior do Ceará. Segundo as investigações, os criminosos cometeram os homicídios pois acreditavam que os crimes os ajudariam a vencer na Mega-Sena.

A condenação ocorre especificamente no inquérito que apura a morte do estudante Jheyderson de Oliveira Chavier. O jovem foi encontrado em uma cova, cavada em um sítio.

Segundo a apuração, a vítima foi atraída para o local e amarrada em uma cadeira com um pano na cabeça. Lá, um dos acusados, Gleudson, suposto pai de santo e dono do sítio, fez uma reza, antes de Jheyderson ser baleado na cabeça.


No local, foram encontrados objetos usados no ritual, como velas vermelhas, crânio, correntes, estatuetas e cruzes.


Gleudson Dantas Barros foi condenado a uma pena de 21 anos, 7 meses e 17 dias em regime fechado, por homicídio duplamente qualificado, ocultação de cadáver e corrupção de menores. Roberto Alves da Silva também foi sentenciado pelos mesmos crimes, com pena de 18 anos, 3 meses e 7 dias.

Pleno News 



Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.