Home Top Ad

Covid-19: Segunda onda gera apreensão para o comércio as vésperas do fim de ano

Share:


Com os índices de novos casos aumentando na Paraíba e no Mundo, as medidas para restrição de aglomeração podem voltar a paralisar alguns setores no estado. O Prefeito de João Pessoa, Luciano Cartaxo (PV), declarou, ainda no guia eleitoral de sua candidata à prefeitura, que após as eleições as noticias de LockDown seriam terrorismo.

Confira declaração:

“No mundo todo foram tomadas medidas para salvar vidas durante a pandemia. Aqui em João Pessoa não foi diferente. E com segurança, a gente iniciou a retomada das atividades no comércio, nos serviços e no turismo. E vamos seguir em frente! Não tem nada disso de voltar a fechar o comércio. Quem inventou isso está fazendo terrorismo. Eu quero tranquilizar o povo de João Pessoa. Meu compromisso é manter o que está aberto, ampliar a retomada e acelerar o desenvolvimento”.

Contudo, o risco de novas contaminações e mortes está aumentando, colocando o comércio em risco. No entanto as instituições comprovam o cumprimento de normas de segurança contra a transmissão do vírus.

“A preocupação existe, não há controle do comportamento do vírus. Mas temos uma garantia do prefeito que não vai fechar. O comércio, né? Possa ser que alguns setores fechem. Algumas áreas que estão demandando mais preocupação, como a praia. Ninguém está respeitando, ninguém usa máscara. Não existe distanciamento. A gente também ver alguns bares que também não estão respeitando, mas o comércio está cumprindo com os protocolos”. Declarou Nivaldo Vilar, presidente da Câmara de Dirigentes Lojistas (CDL), ao portal Mais PB.

Por Paraíba Master 


Nenhum comentário