Home Top Ad

Contestação do auxílio emergencial negado pode ser feita via Dataprev

Share:
Contestação do auxílio emergencial negado pode ser feita via Dataprev
Consulta ao auxílio emergencial via Dataprev - Foto: Reprodução/Dataprev

Com informações da Agência Brasil
As pessoas que tiveram o auxílio emergencial negado, agora tem uma nova opção para contestar a análise do pedido. De acordo com o Governo Federal, a contestação pode ser feita pelo site da Dataprev. Esse canal, no entanto, é indicado para casos específicos, referentes a atualização de dados cadastrais. Confira o critérios abaixo. 
  • pode ser usado quando uma pessoa era menor de idade e completou 18 anos recentemente.
  • para cidadãos que eram servidores públicos ou militares, mas perderam esse vínculo com o Estado;
  • e para pessoas que perderam o emprego e não têm direito a auxílio-desemprego ou não recebem o Benefício Emergencial de Preservação do Emprego e da Renda.
Nesses três casos não é possível fazer a contestação pelos canais da Caixa Econômica Federal. Outros canais já disponíveis, mas para contestações de outras ordens, são o site da Caixa Econômica Federal, o aplicativo Caixa - Auxílio Emergencial e a solicitação via Defensoria Pública da União (DPU).

Como acessar?

Basta entrar no site da Dataprev (consultaauxilio.dataprev.gov.br/consulta), inserir informações pessoais como: nome completo, data de nascimento, nome da mãe e CPF. Após essa etapa, aparecerá o botão de “contestação” para fazer o novo pedido.
Os processamentos e cruzamentos de dados seguirão a mesma lógica do programa.
Após processamento da Dataprev, os dados são enviados para homologação (validação) dos resultados pelo Ministério da Cidadania – órgão gestor. E, por fim, são encaminhados à Caixa para pagamento. Nos casos de indeferimento, o cidadão poderá obter mais informações no portal de consultas. Essas informações explicarão porque o pedido foi negado e a legislação que embasa essa negativa.

Novos beneficiários do auxílio emergencial

A Caixa Econômica Federal aprovou a inclusão de 805 mil novos beneficiários do auxílio emergencial de R$ 600, pago pelo governo federal para combater a crise econômica provocada pela pandemia do novo coronavírus. Além dessas pessoas, outras 345 mil tiveram o cadastro validado para receber as parcelas 3 e 4 do auxílio emergencial. A Caixa tem disponibilizado o auxílio emergencial em uma poupança digital, acessível pelo aplicativo Caixa Tem.

Ciclo 1 do auxílio emergencial

O crédito para os beneficiários nascidos em maio faz parte do ciclo 1 de pagamentos do auxílio emergencial. Os saques e transferências estarão liberados no dia 13 de agosto. Clique aqui e confira todos os calendários de pagamento e saque do auxílio emergencial.
No ciclo 1, o crédito na poupança social da Caixa está agendado para o período de 22 de julho a 26 de agosto, conforme o mês de nascimento. Os saques e transferências estão sendo feitos de 25 de julho a 17 de setembro. No total, o pagamento das quatro parcelas será feito para 46,4 milhões de pessoas.

Nenhum comentário