MPPB pede proibição de fogueiras e fogos em Pitimbu e Caaporã durante pandemia da Covid-19 e pode ajuizar ações contra prefeitos




O Ministério Público da Paraíba (MPPB) recomendou que sejam proibidos fogos de artifício e fogueiras em Caaporã e Pitimbu, no Litoral Sul da Paraíba, durante esse período junino em meio à pandemia do novo coronavírus. A recomendação foi dirigida aos prefeitos e secretários de Meio Ambiente dos municípios de Caaporã e Pitimbu.
O MPPB pede a adoção de providências para proibir e fiscalizar a confecção de fogueiras e o uso de fogos de artifício, em todo o território dos dois municípios, durante o período em que vigorar a pandemia.
A recomendação ministerial foi expedida, nessa segunda-feira (8), pela promotora de Justiça de Caaporã, Miriam Vasconcelos, tendo em vista a proximidade dos festejos juninos. Segundo ela, a produção de fumaça e gases decorrentes das fogueiras e fogos de artifício agravarão os quadros clínicos das pessoas acometidas por doenças respiratórias, com destaque para a Covid-19.
Segundo explicou a promotora, a tradição de acender fogueiras e queimar fogos de artifício, naturalmente, provoca aglomerações e isso pode comprometer a eficácia do isolamento social como medida de contenção da propagação do novo coronavírus.
Além disso, essa tradição cultural pode aumentar os acidentes com queimaduras, contribuindo para a superlotação da rede hospitalar e dificultando o combate à Covid-19. “As festas juninas têm caráter cultural, mas não podem prevalecer sobre o direito à saúde e o direito à vida, aos quais deve ser atribuído maior peso em ponderação, à luz dos princípios da razoabilidade e da proporcionalidade, bem como da precaução e da prevenção”, argumentou.
Os prefeitos e secretários municipais têm cinco dias para enviar, através do e-mail caapora@mppb.mp.br, cópias de documentações pertinentes e hábeis a demonstrar a adoção de providências para o cumprimento da recomendação.
Em caso de descumprimento das medidas, a Promotoria deverá ajuizar ações para responsabilização pessoal dos gestores.

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Engenheira pernambucana vai comandar fábrica da Jeep em Goiana (PE)

Vereador Sargento Torres faz requerimento para que seja suspenso por 120 dias o desconto em folha dos empréstimos consignados dos Ativos e inativos da Prefeitura de Goiana