segunda-feira, 11 de junho de 2018

Abandono de obra na PE-75 preocupa moradores de Goiana do Grande Recife e da Zona da Mata

Em algumas áreas, areia e pedras substituem asfalto na PE-75, entre Goiana e Itambé, em Pernambuco (Foto: Reprodução/TV Globo)
Apesar de a obra de recuperação de 39 quilômetros na PE-75, entre Goiana, 
no Grande Recife, e Itambé, na Zona da Mata Norte, visar melhorias na vida 
dos moradores da região, o serviço tem causado transtornos para a população. 
Na prática, o abandono e a insegurança na estrada são queixas frequentes de quem passa ou mora às margens da rodovia. 
Com uma placa indicando R$ 32 milhões para custear a obra, a rodovia tem vários trechos onde metade é asfalto e a outra metade é composta de pedras. Para alguns comerciantes que circulam pelo local, a obra parece abandonada. “Já tem mais de um ano que está assim. Nunca mais a gente viu ninguém para consertar o fluxo”, reclama o comerciante Leonardo Farias.

Em alguns trechos, a ausência de asfalto faz com que os motoristas 
precisem diminuir a velocidade. “Isso é perigoso por causa da pista e por 
causa da insegurança, porque a gente tem medo de assaltos aqui”, relata a médica Tainá Gondin.
“Você chega numa semana e tem duas, três pessoas trabalhando. 
Na outra, não tem ninguém. Queremos providências do governo do estado,
porque já são dois anos de uma obra que não existe”, denuncia o produtor 
rural Paulo Moura.
A imagem pode conter: estrada, céu, atividades ao ar livre e naturezaA imagem pode conter: estrada, céu, atividades ao ar livre e natureza

0 komentar:

Postar um comentário

Copyright © Blog do Eduardo França | Designed With By Blogger Templates
Scroll To Top